Jogos do Sado

Em 2003 nasceu o programa desportivo Jogos do Sado que, anualmente, coloca o concelho em movimento com a realização de cerca de quatro dezenas de eventos por ano, nas vertentes de desporto para todos e alta competição.A Corrida dos 3 Castelos, a Marginal do Rio Azul, a Descida do Rio Sado, em canoagem, e a divertida Regata de Banheiras & Insólitos são exemplos de desafios à população, colocados pelos Jogos do Sado, anualmente.No âmbito do plano anual de atividades realizam-se, igualmente, outros eventos, abertos não apenas à população, mas igualmente a praticantes de nível competitivo elevado, integrados em equipas ou grupos nacionais, tais como o Troféu de Kayak de Mar, os duatlos de remo e canoagem, e as provas de aquatlo e biatle, que contribuem para a promoção do pentatlo moderno.A vela traz também a Setúbal inúmeras embarcações para a realização das regatas de vela de cruzeiro e do Raid Bicasco.Os Jogos do Sado têm-se assumido como um exemplo de participação, cooperação e universalidade, numa clara demonstração de como a população e o movimento associativo setubalense se encontram ativos e abertos a desafios dinâmicos, ambiciosos e programados para serem desenvolvidos em equipa.O formato é pensado especificamente para o movimento associativo, facultando meios logísticos, técnicos, financeiros e promocionais, numa qualificação de competências decisiva para a evolução de muitas dessas estruturas.Através dessa parceria com a Câmara Municipal, meta fundamental e presente desde a primeira edição, o projeto tem conseguido chegar a um público vasto, de todas as idades e motivações.Desde a primeira edição, os Jogos do Sado têm-se mantido fiéis ao objetivo de promover, junto da população em geral, atividades de livre acesso, privilegiando a participação voluntária e informal.

Matriz de Apoio ao Desenvolvimento Desportivo

A Matriz de Apoio ao Desenvolvimento Desportivo concretiza a política desportiva da Câmara Municipal de Setúbal em pontos fundamentais, como a aposta na atividade de formação desportiva, com valorização da federada, a promoção da igualdade de género nos clubes e o incentivo à qualificação dos técnicos. Com base na matriz, podem candidatar-se a apoios municipais os clubes e as associações sem fins lucrativos que promovam atividade desportiva regular.

Plano Municipal de Desenvolvimento da Vela

O Plano Municipal de Desenvolvimento da Vela no Concelho de Setúbal, para o período 2018-2028, pretende recolocar a vela como uma das modalidades desportivas mais praticadas localmente. O objetivo é aproveitar as condições naturais de excelência de que a cidade dispõe para a prática da modalidade nas vertentes de lazer, formação e competição.

Programa Municipal de Natação

A estratégia municipal de promoção de desporto para todos contempla a criação de condições para o desenvolvimento da natação, com disponibilização de equipamentos para uma prática regular da modalidade e a realização de diversas atividades de formação e eventos de âmbito local, regional e nacional. Além das piscinas municipais abertas ao público para a prática livre da modalidade ou para a formação, a autarquia apostou na criação do Centro Municipal de Natação de Águas Abertas, no âmbito de um protocolo com a Supera que permitiu a riação da Escola Municipal de Natação de Águas Abertas, e do Centro Municipal de Atividades Subaquáticas, ambos localizados no Parque Urbano de Albarquel. Além disso, Setúbal acolhe eventos de referência, como a Setúbal Bay International Swim Marathon, criada em 2006 como uma etapa do circuito da Taça do Mundo de Águas Abertas, atraindo, desde a primeira edição, os melhores praticantes mundiais da modalidade.

Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016

Mais de três centenas de eventos de 52 modalidades, nos quais participaram 200 mil praticantes e a que assistiram mais de 300 mil pessoas, fizeram de 2016 um ano desportivo de grande dinâmica, irrepetível em Setúbal.Ao longo de 225 dias, Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016 proporcionou 2139 horas de atividades em 65 espaços. Entre os 309 eventos realizados, houve 92 provas de âmbito local, 18 regional, 48 distrital, 124 nacional e 27 internacional. De destacar que uma dezena de eventos teve transmissão televisiva com uma audiência de 1,4 milhões de espetadores.A Câmara Municipal não esteva sozinha na organização, pois contou com a parceria de 134 instituições e o envolvimento de 355 voluntários no apoio a diversas iniciativas.Foi um ano em que Setúbal respirou desporto em cada canto, com competição pura, mas também com a cidade a ter oportunidade de incluir, de falar e de conversar, de trocar ideias e de aprender para melhorar o futuro.