Casa do Pão e Armazém – Moinho de Maré da Mourisca

Numa perspetiva inovadora, o projeto Casa do Pão e Armazém, a implementar no Moinho de Maré da Mourisca, visa melhorar as condições de receção aos visitantes, devolvendo o Moinho de Maré da Mourisca a um pleno uso pedagógico e patrimonial. No âmbito deste projeto, os antigos edifícios da Casa do Pão e do Armazém de Sal serão requalificados e dotados de caraterísticas para acolher o mais variado tipo de atividades, como workshops enológicos e gastronómicos, atividades pedagógicas e lúdicas de descoberta do território natural e paisagístico da Herdade da Mourisca e do Moinho da Mourisca, exposições e eventos culturais. Será criada também uma área para exposição e venda de produtos regionais.

Cais do Limão

Um novo espaço verde e de lazer vai ser criada para a população no Cais do Limão, junto da bilheteira do cais de embarque para Troia dos ferry-boat. O projeto, concebido pela Câmara Municipal de Setúbal e com obras a cargo da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, inclui a construção de uma fonte com uma configuração alusiva a um rebocador de navios, uma zona verde, bancos de estadia e iluminação.

Cidade do Conhecimento de Setúbal

A Cidade do Conhecimento de Setúbal, projeto idealizado pelo empresário e filantropo indiano Sam Pitroda e que conta com a estreita colaboração da Câmara Municipal de Setúbal, visa criar um ambiente propício à inovação e à troca de conhecimento entre diferentes agentes económicos, sociais, culturais e de ensino/investigação. Será um espaço aberto, integrado na comunidade, com escritórios, uma área residencial, um hotel, um centro de conferências, um hospital, escolas e universidades, comércio, parques de estacionamento e espaços de divertimentos, arte e cultura. O projeto, que deverá estar concluído entre 2023 a 2025, ficará instalado numa área de 180 hectares no Vale da Rosa, na proximidade das instalações do BlueBiz Global Parques e do campus do Instituto Politécnico de Setúbal, correspondendo à zona ocidental da área de intervenção do Plano de Pormenor do Vale da Rosa e Zona Oriental de Setúbal I.

Forte de Albarquel

O Forte de Albarquel está a ser transformado num espaço cultural e educativo, com valências museológicas e expositivas, componentes para diversas manifestações culturais e artísticas e funções de sala de visitas da cidade. os custos da recuperação do imóvel histórico, cedido pelo Ministério da Defesa à Câmara Municipal, são repartidos entre o The Helen Hamlyn Trust e a autarquia.

Marina de Setúbal

A Câmara Municipal de Setúbal em colaboração com a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra tem vindo a desenvolver esforços com vista à instalação de uma marina que será uma peça chave para o crescimento do porto de Setúbal. A futura Marina de Setúbal será um polo de atração turística de grande qualidade e uma das chaves que permitem materializar todo o potencial do porto setubalense, ao retirar proveito da localização geográfica em relação às rotas marítimas internacionais praticadas, das qualidades endógenas, propícias a turismo de natureza, da Serra da Arrábida e do Estuário do Sado, e da própria cidade de Setúbal.

Parque Urbano da Várzea

O Parque Urbano da Várzea é uma obra estruturante para a melhoria e reforço das condições de segurança da população, além de criar uma nova centralidade na cidade de Setúbal para a convivência e lazer da população. O projeto, um investimento global de 3 milhões e 660 mil euros com comparticipação de fundos comunitários, vai ser determinante para a prevenção de cheias, com a criação de novas passagens hidráulicas e de bacias de retenção de águas, assim como ações de desobstrução e regularização do troço final da Ribeira do Livramento.

Praça de Bocage

A Praça de Bocage vai ser alvo de um projeto de melhoria da imagem urbana que vai criar uma nova zona de estar e de fruição para a população e permitir a realização de várias atividades, como feitas, concertos e exposições, entre muitos outros. As obras incluem a requalificação do pavimento e a construção de quatro estruturas que permitem criar zonas de sombra.

Setúbal Parque

O futuro Setúbal Parque resulta da transformação das antigas instalações da Imapark, na EN 10, nas Pontes, adquiridas pela Câmara Municipal de Setúbal, para acolher o Mercado Abastecedor, o Mercado de 2.ª Venda da Lota Comercial, o parque TIR, um ninho de novas empresas e aluguer de escritórios em regime de co-working. Este novo polo de desenvolvimento económico do concelho será um espaço orientado exclusivamente para o pequeno e médio empresário que aqui encontrará todas as condições para alavancar os seus negócios. Uma colmeia de empresas com visão de futuro, promovida pelo município de Setúbal. O Setúbal Parque terá, igualmente, zonas de lazer, um ginásio e um estabelecimento de restauração.

Supera Setúbal

O Complexo Desportivo Municipal Supera Setúbal, localizado na Praça de Portugal, será um equipamento com mais de nove mil metros quadrados dedicados ao desporto e ao lazer, com quatro zonas de piscinas, uma ludoteca, uma área spa, quatro espaços para aulas de grupo com 600 metros quadrados e uma sala de fitness com mil metros quadrados. O Supera Setúbal tem abertura agendada para o primeiro trimestre de 2020.

Terminal Interface de Setúbal

A empreitada do Terminal Interface de Setúbal, um investimento superior a quatro milhões e 400 mil euros e que conta com apoio comunitário, vai permitir a construção de um novo terminal rodoviário junto da estação de comboios, na Praça do Brasil, um parque de estacionamento subterrâneo e respetivas áreas e infraestruturas de apoio. O projeto, designado de PAMUS 01 – Interface de Setúbal, enquadra-se na estratégia de mobilidade para a cidade, consubstanciada no Plano de Mobilidade Sustentável e Transportes de Setúbal, e visa congregar a intermodalidade num único polo.